Sobre o Projeto

História

O Projeto Morro da Cruz surgiu da relação da ONG CIUPOA com o professor Rualdo Menegat. Perguntando a ele, por onde começaríamos a trabalhar resiliência, ele nos sugeriu a comunidade do Morro da Cruz, por ser uma comunidade bastante colaborativa.

O Projeto iniciou no ano de 2012, com um foco bem mais reduzido, inicialmente tínhamos a intenção de trabalhar diretamente com áreas de risco, e seus impactos na comunidade local. Com o tempo fomos nos dando conta que para uma comunidade perceber o risco , era preciso muito mais do que dizer a eles que o local era perigoso. Precisaríamos trabalhar a resiliência da comunidade, construir uma cultura de cuidado do local onde se mora.

Nos anos subsequentes trabalhamos o engajamento da comunidade dentro do projeto, criando alianças com as duas escolas próximas à ONG. Lidamos primeiramente com alunos do LIAU (Laboratório de Inteligência Ambiental Urbana), um projeto desenvolvido a partir de estudos do Atlas Ambiental de Porto Alegre, criado pelo professor Rualdo Menegat. Também neste período, iniciamos uma aproximação com projetos já existentes dentro da comunidade, como o Projeto Reviver, cujo responsável é um educador social; e o Coletivo Antropológico, um grupo de antropólogos que já trabalhavam na comunidade há mais tempo.

Aprimoramos nossa relação de parceria com a Associação Comunitária do Morro da Cruz (ACOMUZ), o coméricio local, o posto de saúde e a polícial civil. Nessa caminhada, conseguimos alcançar aos poucos o reconhecimnto do nosso trabalho na comunidade.

Em 2016, foi terminada a obra da Sede do projeto Morro da Cruz na comunidade, e junto a esta sede está instalado um sistema de energia fotovoltaico. Com a colocação do sistema, demos o primeiro passo para a criação de um polo de energias renováveis no Morro da Cruz.

Conceito

Por estarmos cada vez mais ocupando cidades e sofrendo por nossa falta de percepção de como ocupá-las de forma mais segura, estamos usando como base para este trabalho os nove pilares do FIB ( Felicidade Interna Bruta) que é um indicador sistêmico desenvolvido no Butão, que procura mensurar a qualidade de vida da comunidade contrapondo ao PIB (Produto Interno Bruto).

Trabalharemos os pilares: Meio Ambiente, Saúde, Educação, Cultura, Governança, Vitalidade Comunitária, Bem Estar Psicológico, Uso do Tempo e Padrão de Vida.

O objetivo é trabalhar o fortalecimento das propostas acima, tornando a comunidade mais resiliente.

A base do trabalho é o engajamento com a comunidade num processo de aprendizagem de cidadania, que é um conceito de mão dupla. De uma parte os direitos do indivíduo respeitado, de outra o engajamento do indivíduo na luta pela preservação de seus direitos e pela ampliação desses mesmos direitos numa dimensão coletiva.

Idealizadores e Organização

CIUPOA – Centro de Inteligência Urbana de Porto Alegre

Patrocinador

Interessados, entrar em contato:
ciupoa@gmail.com

Apoiadores

ACOMUZ – Associação Comunitária do Morro da Cruz

Localização

mapa morro sede ong

 

 

 

Comments are closed